Euller ‘joga a toalha’: “PB não tem como combater explosão a banco”



O comandante da Polícia Militar na Paraíba, coronel Euller Chaves, admitiu, ter orientado os policiais a não partirem para o confronto no episódio da explosão, no último sábado (22), dos caixas eletrônicos da Caixa Econômica, que funcionam no Bessa Shopping, em João Pessoa.

Para justificar a decisão, o comandante disse que a intenção foi preservar as vidas do reféns e policiais. Segundo Euller, apesar dos esforços, a Polícia não tem como enfrentar as gangues das explosões que atuam no Estado. “Polícia não é Deus, não somos onipresentes e onisciente dos fatos, mas temos sim segurança”, revelou.

De acordo com dados do Sindicato dos Bancários, somente este ano foram registradas 61 ataques a banco, sendo 34 explosões no Estado.

MaisPB