Diretor do Presídio Padrão fala de casos de tuberculose e entrada de drogas que foi evitada



O diretor do Presídio Padrão de Cajazeiras Jaílson Matos, prestou entrevista a nossa reportagem da preocupação, onde relatou de dois casos de tuberculose, sendo um, que estava com a doença não resistiu morreu, mas que não faleceu pela tuberculose e sim, por Insuficiência Hepática, segundo constatou o laudo. Já outro detento está no HCR, se tratando.

Jailson relatou que existem 250 reeducandos, isso proporciona a proliferação de bactérias principalmente neste período. O diretor destacou que todos os agentes e profissionais estão preocupados e já foram vacinados com a vacina do H1N1 como todos os detentos.

Sobre a Dengue, Zika e Chikungunya, adquiridas através da picada do mosquito Aedes aegypti, os detentos não tiveram essas enfermidades.

O diretor também relatou para nossa reportagem que depois de um levantamento feito pelo serviço de inteligência, os agentes impediram a entrada de três mulheres no presídio com drogas na genitália para os apenados. Nesse caso como as mulheres se negaram ir ao médico para a constatação eles foram proibidas de realizar visitas.